1 de março de 2013 - 19h10
Mais informações sobre o conteúdo Impressão
Máquina colhendo a impressão digital

Mais de 23 mil eleitores agendam recadastramento biométrico no DF

Desde o início do recadastramento biométrico dos eleitores do Distrito Federal (25/02), o Tribunal Regional Eleitoral agendou o atendimento de 23.044 eleitores. Desses, 16.935 estão agendados para o mês de março e 6.109 para abril.  

 

 

Agenda lotada

Segundo levantamento, cinco cartórios e um posto eleitoral já não dispõem de espaço na agenda para atender eleitores em março.

Em março, o Cartório da 1ª Zona Eleitoral da Asa Sul já teve sua lotação esgotada com 1.275 agendamentos. A 9ª Zona do Guará computou1.275, a11ªZE do Cruzeiro, com capacidade de agendamento também esgotada, registrou510. A14ª ZE que fica na Asa Norte fechou a agenda com a previsão de 765 atendimentos. A 18ª ZE localizada no Lago Sul realizou 765 agendamentos e o Posto Eleitoral de São Sebastião 225.

Somente os Cartórios da 11ª e da 14 ª Zonas Eleitorais já estão com suas agendas lotadas para o mês de abril, contabilizando 2.200 atendimentos.        

Apesar disso, o eleitor conta com outras unidades de atendimento em todo o DF. Confira a lista com os locais disponíveis clicando aqui.  

 

 

Biometria

O objetivo do Tribunal é que até 31 de março de 2014 sejam recadastrados biometricamente 100% dos atuais 1.861.622 eleitores do DF.  O novo sistema reduz a possibilidade de fraude, amplia a segurança e confere celeridade à votação.

O recadastramento é obrigatório a todos os eleitores, inclusive para aqueles cujo voto é facultativo, sob pena de terem o título cancelado. Os analfabetos, maiores de 70 anos e os menores entre 16 e 18 anos, caso possuam o título eleitoral, mesmo que não sejam obrigados a comparecer às urnas, devem se recadastrar, pois, se não o fizerem, ficarão impedidos de votar.

Além do cancelamento do título de eleitor e de não poderem exercer o direito de voto, aqueles que não se recadastrarem até 31 de março de 2014 terão de pagar multa e, dentre outras medidas restritivas, não poderão tirar passaporte nem assumir cargo público enquanto estiverem em dívida com a Justiça Eleitoral.

A partir de agora, os cidadãos, que forem tirar o título pela primeira vez no Distrito Federal, já serão identificados pelo sistema biométrico.

 

Agendamento

O eleitor que for se recadastrar deverá realizar o agendamento pelo endereço eletrônico http://www.tre-df.jus.br/  ou pelo telefone 3048-4000, de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas. Ele pode escolher o dia e horário que deseja ser atendido e também indicar em qual dos cartórios eleitorais ou postos de atendimento quer se apresentar. Para facilitar o atendimento, deverá ter em mãos o número do título.

O recadastramento é gratuito e o eleitor deve apresentar os seguintes documentos: título de eleitor, documento de identificação oficial e comprovante de domicílio. Não serão aceitos como documento de identificação crachás, CPF (Cadastro de Pessoa Física), carteiras funcionais e de estudante. Já o comprovante de domicílio deverá ter sido emitido entre os 12 e três meses anteriores ao comparecimento do eleitor para a revisão.

Os homens maiores de 18 anos, que forem tirar o título pela primeira vez, devem apresentar, também, o certificado de quitação do serviço militar.

 

    Assuntos relacionados